Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /var/www/html/medicinadosonoam.com/web/wp-content/plugins/revslider/includes/operations.class.php on line 2854

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /var/www/html/medicinadosonoam.com/web/wp-content/plugins/revslider/includes/operations.class.php on line 2858

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /var/www/html/medicinadosonoam.com/web/wp-content/plugins/revslider/includes/output.class.php on line 3708
HIPERSONIAS - MEDICINA DO SONO );
Widget Image

Atendimento especializado e descomplicado em Medicina do Sono e Neurologia. Dormir bem é algo essencial para ter qualidade de vida.

Agende uma consulta clicando aqui!

Últimas postagens

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: 08:00 - 17:00
ESTAMOS EM: MANAUS
CONTATO: (92) 99901-5080 / (92) 99192-3240 / (92) 3659-3240
SIGA-NOS:
 

HIPERSONIAS

A Hipersonia ou sonolência excessiva é  definida como uma incapacidade de permanecer alerta e acordado durante a maioria dos momentos do dia, resultando em lapsos não intencionais de sono.  

Figura 8: Episódios não intencionais de sono

Nesse grupo estão representadas as doenças que cusam hipersonia primáia ou central, como a Narcolepsia, a hipersonia idiopática e a Síndrome de Kleine-Levin. (CIDS-3).

A narcolepsia é a doença mais frequente desse grupo e é a causa mais frequente de hipersonia crônica. Ela foi descrita pela primeira vez por Gelineau em 1880. Apresenta uma prevalência geral de 1 para cada 2000 pessoas no mundo e com um pico bi-modal   aos 15ª e aos 35ª de idade.

Hoje sabe-se que a Narcolepsia é um hipersonia de provável origem auto-imune. Há a Narcolepsia tipo I e a tipo II. A narcolepsia tipo I está associada a presença de crises de quedas desencadeadas por emoções positivas ou emotivas, denominadas cataplexias. No tipo I a presença dos alelos HLA DQB1*0602 ocorre em 85-90% N enquanto no tipo II só em 40-50%.

 

Figura 10: Cataplexia em um paciente com narcolepsia tipo I – Fonte: N Engl J Med 2015; 373:2654-2662

A confirmação diagnóstica é feito  através da realização da PSG com teste de latência múltiplas do sono (TLMS),  revelando a presença  de uma latência média do sono  menor do que 8 minutos com a presença de 2 ou mais períodos precoces de sono REM, chamados de SOREMPS (CIDS-3).  O tratamento  na narcolepsia é realizado com uso promotores da vigília como a Modafinila (Stavigille), Metilfenidato (Ritalina, Concerta), Hidroxi-butirato (GHB), este último não existe ainda no Brasil além de cochilos programados, higiene do sono e antidepressivos  para o tratamento da cataplexia, se houver (ALOE et al., 2010).

Aprenda mais…